Arquivo de maio, 2011

Fala Galera!!! Tudo bem???

Calma, Calma! Não se assustem. Um dos “4” irá esclarecer tudo para vocês, ok?

Enquanto isso vamos ao nosso primeiro papo: Você já sabe. É só clicar 😉 (mais…)

O que aconteceu e virou notícia nestes últimos  dias…

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

E aí galera… beleza?

Depois de um tempinho longe, volto hoje a postar com a maior alegria…

Vamos ao Salada Mista de hj…

Clique aqui embaixo..

(mais…)

Bom Dia, Boa Tarde e Boa Noite, minha galerinha antenada.

Em meio a um dos dias mais frios do ano, em que eu poderia estar dormindo, tomando chocolate quente, vendo filme, comendo fondue ou namorando, venho aqui trocar uma idéia com meus queridos leitores. Viram, vocês são importantes.
-Ah, isso não te interessa?
(Argh)
-Ok, então vamos logo ao assunto desse artigo.

Muito se tem visto no Brasil nesses últimos meses a temática da homossexualidade circular pelos meios de comunicação e rodinhas de amigos. No entanto o tema só é lembrado na hora de dar opinião, criticar ou apoiar, além claro, das brincadeirinhas infinitas. Ir às raízes do assunto parece complexo demais para quem tem muitos realities shows para acompanhar.
Não estou aqui para criticar uma posição ou outra. Mas também não hesitarei em expor meu ponto de vista. O motivo de eu vir falar sobre isso é a necessidade de ser pensar esse assunto além do que é mostrado na televisão; é a necessidade de se pensar esse tema na seriedade que ele traz, pois envolve pessoas, envolve vidas.

O Brasileiro traz consigo o orgulho de ter sempre uma piadinha suja na ponta da língua. E esse, claro, é um dos temas preferidos. Mas quando o assunto é sério, as fugas são rápidas e desesperadas. Na real, quem já levou um papo sério sobre sexo com a família? Quando você começou a descobrir sua sexualidade e suas necessidades, foi fácil relevar seus medos e duvidas?

(mais…)

  E aí, minha galerinha! Depois de um fim de semana caprichado venho aqui escrever para vocês em uma maravilha de segunda feira, ainda bem que já está acabando! Mas sem maiores enrolações vou partir logo pro que interessa. Hoje meu assunto é de conscientização da população a respeito do tráfico de animais, cliquem ali embaixo e vamos nessa! (mais…)

Olá, pessoal!

O post de hoje é um desabafo.

Sei que muitos que leem o blog não conhecem ou nem se quer ouviram falar em São Gonçalo mas – me desculpem – eu preciso desabafar.

São Gonçalo é um município brasileiro do estado do Rio de Janeiro. Sua população em 2010 era de 999 90habitantes, sendo a segunda cidade mais populosa do estado, depois da capital.

Na Educação, a cidade se destaca com a Faculdade de Formação de Professores (UERJ- FFP), onde eu estudo. =)

Este é o maior polo especializado do estado em formação de professores, tendo como resultado mais visível a enorme quantidade de aprovados nos concursos públicos por todo o Brasil.

Sua importância é ampliada quando analisamos que é um polo avançado de formação de pessoal de nível superior por parte da UERJ numa das principais cidades do estado do Rio de Janeiro. Seus discentes são residentes, em sua maioria, de São Gonçalo. Porém, em ordem decrescente, as cidades de origem dos mesmos são: Niterói, Rio de Janeiro, Itaboraí, e municípios da Baixada Fluminense, entre outras.

Mas, apesar da UERJ, a cidade é uma vergonha em tudo quando se trata de educação.

A taxa de analfabetismo é tão alta que nem o site da prefeitura divulga. Claro!

Como se isso não bastasse,  a nossa queria prefeita Aparecida Panisset decidiu, além de muitas outras sujeiras, fazer campanha política com o dinheiro público.

(mais…)

Bom dia pra vocês! E hoje novamente vos escrevo sobre o que realmente eu tenho preferência e sei fazer de melhor, falar sobre o Flamengo! Mas também tocarei em outros assuntos, então vamos nessa.

Logicamente não tenho o que comemorar hoje, meu time acaba de ser eliminado da Copa do Brasil, mas não é por isso que vou me abalar, né mulambada? Também não é saber perder, porque o Flamenguista de verdade não sabe perder, ele sabe ganhar, está acostumado com títulos e comemorações, mas com as derrotas ainda não sabemos digerir bem, pois a rotina do Flamengo é de sempre vencer, como foi no passado, é no presente e será no futuro! (mais…)

O que aconteceu e virou notícia nestes últimos 4 dias…

Bom dia! Boa tarde! Boa noite!

E aí galera… beleza?

Vamos ao Salada Mista de hj…

Clique aqui embaixo..

(mais…)

Bom Dia, Boa Tarde e Boa Noite, meu caro leitor.

É chegado mais um grande dia de vir aqui bater um papo com vocês. Hoje o assunto é sério e presente na vida de todos nós ciberconectados, os avanços tecnológicos. A criatura que insiste em dominar seu criador, o homem.

Ultimamente temos visto nossa coexistência sob o signo da ultra-velocidade, em um emaranhado de redes, satélites e fibras óticas. Vemos nossa vida passar em meio aos turbilhões de imagens, sons e dados que uma vez nos convencem de que somos privilegiados pela abundância, n´outra nos atordoa com a impressão de que jamais conseguiremos reter. Isso Porque tudo é perturbadoramente veloz e imediato, tudo se dilui e restabelece sem direito a intervalo. As informações mal chegaram, já estão de partida. A separação entre próximo e distante desaparece em uma “varredura eletrônica”. As tecnologias sedimentam um regime de temporalidade única, assentado na veiculação instantânea e transversal de informações que se generalizam sem correspondências cronológicas ou cartográficas. O que parece ter transformado a vida humana numa espécie de consequência, não permitindo a ela se separar das máquinas. Então, Começou-se a observar que apesar de durante toda a história da humanidade as descobertas terem surtido efeitos que podemos dizer que foram “progressistas”, nas últimas décadas surgiram alguns questionamentos a respeito desse progresso, principalmente o tecnológico. Somos privilegiados por transmissões convulsivas, mas não conseguimos reter tantos estímulos e ofertas, de que adianta?

Vivemos uma espécie de delírio espacial, no qual estamos cheios de surpresas, mas que em nenhum momento apresentam resultados. Vivemos apenas de um presente desigual, desumano e cada vez mais fragmentário, além de cada vez mais ultrapassado. E não seria isso regredir nos, ainda insuficientes, avanços?

(mais…)

Na Roma antiga, a escravidão na zona rural fez com que vários camponeses perdessem o emprego e migrassem. O crescimento urbano acabou gerando problemas sociais e o imperador, com medo que a população se revoltasse com a falta de emprego e exigisse melhores condições de vida, acabou criando a política “panem et circenses”,  a política do pão e circo. Nessa medida, o governo de Roma realizava grandes espetáculos, nos quais a população plebeia gastava parte de seu tempo assistindo a disputas esportivas e a lutas entre os gladiadores. Durante a mesma ocasião, alimentos e trigo eram fartamente distribuídos para a população menos favorecida.

O objetivo era alcançado, já que ao mesmo tempo em que a população se distraia e se alimentava também esquecia os problemas e não pensava em rebelar-se. Foram feitas tantas festas para manter a população sob controle, que o calendário romano chegou a ter 175 feriados por ano.

(mais…)

Mãe, eu te amo!

Publicado: 08/05/2011 em Felipe Rangel, Mulher, Reflexão

E aí, galera! Agradeço a vocês os elogios nos textos, realmente fico feliz quando vejo que vocês estão curtindo o que eu escrevo a vós, até porque o meu objetivo é esse. Mas deixando de lado a babação de ovo, vamos ao que interessa.

Hoje é dia das mães, e como vocês devem imaginar é sobre isso que eu vou escrever, afinal, minha mãe e a sua mãe merecem essa homenagem. (mais…)