Excelência, não me chame de Excelência!

Publicado: 12/08/2009 em Críticas

Por Jorge Felipe Oliveira.

Caros amigos.  É preocupante o descaso das pessoas que ditam as regras neste país. N’outro dia vi – estarrecido – a discussão entre dois nobres deputados. Renan acusava seu excelentíssimo colega de viajar com as contas pagas pelo Senado. De Pronto, Tarso respondeu que as contas de seu nobríssimo colega eram pagas pelas empreiteiras. Decoro? O que é Decoro mesmo? Segundo o pai dos desentendidos (pra não falar Burro), que dizer Nobreza; Dignidade; Decência Moral.  Não quero ser mais um Juiz de causa moral para julgar se esse show que eles nos proporcionaram é de interesse público ou não. Neste tempo que execraria nosso respeitável senado, prepararei um delicioso sanduíche para mim. Escrever dá fome. E também, Seria apenas mais uma critica que se juntaria a um redundante e ressoante eco de indignação pública. Mas eu quero fazer sugestão para o diretor de programação da TV SENADO. Poderia acrescentar a sua programação de descaso e esculhambação da opinião publica: Exames de DNA “made in” Ratinho, quadros emocionalistas como Construindo um sonho, coisa e tal e etc.  e pode ter certeza: dará mais ibope do que o inédito “A lagoa azul”  em sessão da tarde. Decoro? Alguém se lembra o que é isso?

Anúncios
comentários
  1. Felipe Araujo disse:

    Isso ai JF… bela largada… parabéns!!!

  2. nos4 disse:

    Boa Jorge. Showw de bola
    ThiagOrnelas

  3. Nayla disse:

    Pois é, Jorge Felipe, a programação neste país não anda boa mesmo. É melhor mudar de canal. Mas, enquanto isso, vamos exemplificar decoro ao nosso alcance.
    Gostei!!

  4. Natállia disse:

    Boa Jorge , mas tenho que lembra que a Globo e a Record essa semana fizeram algo parecido?! pois é parec que virou moda falar mal dos outros se esquecendo dos seus próprios podres do passado.

  5. Bruno Machado disse:

    mas creio q o real objetivo da TV Senado não eh dar Ibope…
    queres ver Ratinho…mude o canal…

    Se dermos uma pesquisada rápida e se fizermos um levantamento, iremos concluir que existe muito mais sites na internet debochando de tudo isso do que discutindo seriamente…muitas palavras bonitas mas com sentidos irônicos…
    Milhares de textos humorísticos e pouquíssimos textos informativos e reflexivos…
    Chamar aquilo tudo de uma grande palhaçada…fácil…uma pessoa sem estudos perguntada sobre o senado falaria isso…Agora entender como funciona e o que poderia ser feito é uma outra história…

    Não adianta disfarçar opinião pobre com palavras diferentes e de alto nível…
    assim com não adianta sair vestindo mendigos com ternos e vestidos elegantes…
    não acrescenta…

    Agora me pergunte: “Então o que sabe sobre o Senado então??”

    eu respondo:
    “NADA!”

    Espero que aceitem o comentário como uma crítica construtiva…
    O fiz apenas pq conheço um pouco cada um de vocês e sei que esse espaço pode ser usado de forma inteligente e prestativa…Com humor é claro…LÓGICO!!mas não um humor cego…

    se fosse um site de pessoas q eu não conhecesse fecharia e faria propaganda contra…

    abraço e sucesso!

    • nos4 disse:

      Bruno, Comentário aceito, sempre.

      Bom, apesar de não ser dono do post e na verdade nem estar na cabeça de Jorge, penso eu que ha varias vertentes a serem tratadas sobre esse assunto. A parte engraçada(que geralmente é humor negro), a parte triste- a realidade dos fatos, nua e crua – o humor patético(rir mesmo sem saber de que) e irrelevancia. Não vejo a análise do JF como humor Cego(por mim chamado de humor patético) – OPINIÃO. Não acho que toda opinião buscando a parte irônica seja tida como comédia e nem muito menos queira encobrir falta de conhecimento. Toda vez que tratar desse assunto tem que expor todo conhecimento de causa?O que seria então dos caricaturistas?
      Então…
      “Não adianta disfarçar opinião pobre com palavras diferentes e de alto nível…”

      Todo comentário e válido, ainda mais com boa intenção, mas concordar, no momento, não convem. A propósito, tenho um texto sobre o mesmo assunto(fiz antes de criar o blog, mas não postei esperando passar um pouco esse do JF), falo também um pouco sobre essa ignorância do povo brasileiro diante dos assuntos, que na verdade todo mundo se baseia no que ouve e assiste na TV, mesmo que sejam apenas opiniões superficiais e influenciadas(por qualquer fator que seja) e aí ao ser questionado quanto(por exemplo) a crise no Senado, o individuo responde : “Um absurdo”.
      Mas um absurdo o que?
      Bom, é isso Brunão…Espero suas considerações no meu texto também, ok?

      Seja Bem Vindo e Boa Semana

  6. Nayla disse:

    Olá, pessoal,
    Entre opiniões e estilos de comunicação existem vocação e personalidade. Os textos, quaisquer que sejam seus propósitos, modelam o perfil de seus autores. Para cada autor um leitor, que pode ser apenas ouvinte, interlocutor, questionador, passivo, ativo, reflexivo… O importante e mais enriquecedor é a ética e o respeito. Assim, vamos aprendendo e crescendo, sempre nos emancipando.
    Valeu, Ornelas, pela contra-argumentação muito bem justificada.
    Muito bom, estar por aqui.

    • nos4 disse:

      Isso, isso Nayla.
      Opiniões diferentes são coisas normais, aliás, a energia necessária para blogs, e não diferente para o “Nós4”.
      Estamos preparados para todo tipo de opinião, algumas serão mais consideradas do que outras, é fato, mas não por ser a favor ou contra e sim pela maneira de se portar, pela maneira de se expressar.
      Respeito e ética acima de tudo. Crescendo e amadurecendo todo mundo sai ganhando.
      Boa semana